quarta-feira, 17 de junho de 2015

O MISTÉRIO DE LITTLE EGYPT

O Mistério de Little Egypt por Jamila Salimpour

Será que ela existe? Era uma pessoa real, ou alguém compõem o nome como um chamariz, para o encantamento do público?

Sol Bloom, empresário de São Francisco que viajou para a Inglaterra em 1889, onde viu pela primeira vez os artistas do Oriente Médio no Crystal Palace Exposition.

Ficou tão encantado com o show que estava determinado a trazê-los para os EUA, durante a Feira Mundial de Chicago definida para inaugurar em 1893

Levou mais de um ano para organizar a sua passagem, uma vez que demandaria algum tempo antes da Feira abrir.

Em sua autobiografia, Sol Bloom afirmou que não havia uma pessoa chamada "Little Egypt" na Feira Mundial de Chicago. Embora houvesse dançarinas do Egito, Turquia, Tunísia, Marrocos, e da Pérsia, suas preferidas eram as Ouled Nail da Argélia.

Em um debate via e-mail sobre o Movimento da Dança de Ventre nos Estados Unidos, a pessoa com quem conversava, trouxe a tona o nome de Little Egypt, novamente como sendo a primeira dançarina de dança do ventre a se apresentar na Feira Mundial de Chicago em 1893.

Mais uma vez o mistério pairava no ar, após falar ao telefone com Ben Traywick, historiador de Tombstone, Arizona. E aí você vai dizer, o que a história de Little Egypt tem a ver com Tombstone, Arizona?
Bem, há muitos anos atrás me deparei com um livro sobre o Wild West publicado pela Time / Life em 1974, intitulado "The Gunfighters". 

Na página 23, havia uma fotografia a cores de uma pintura de uma dançarina de dança do ventre, dançando no "Birdcage Theatre", em 1881

O "Birdcage" era um bordel famoso em Tombstone, Arizona, que contou com uma variedade de apresentações de todo o mundo, para entreter os clientes.
 
Sempre tive vontade de investigar a validade do artigo na Time / Life, e assim, muitos anos depois peguei o telefone e liguei para informações no Arizona e pedi o número de Tombstone e do Teatro Birdcage.


A Sra Alice Moody, recepcionista dos turistas do Birdcage Theatre disse que sim, a pintura da dançarina do ventre ainda estava pendurada sobre o bar no Birdcage. Ela verificaria qualquer informação que pudesse enviar. Um panfleto chegou com a história de Tombstone e num flyer de lugares para hospedagem, Ms. Moody escreveu:

"Pintura de Fatima, mais tarde conhecida como "Little Egypt". 
Pintura original de Fatima, que era uma dançarina oriental. Ela dançou no Birdcage em 1881A pintura foi um presente dela para o Teatro, para ser pendurado no bar. Está pendurado lá desde 1882O Tamanho da pintura é de aproximadamente cinco por oito pés de altura (1,5m x 2,4m) - feita por um artista italiano.

Ms. Moody tinha copiado as informações da placa de bronze que pendia abaixo da moldura.

Fiz a pergunta a Ben Traywick: Quem era a mulher na pintura? Como ela chegou a Tombstone? Quem a contratou? Quanto tempo ela se apresentar no Birdcage?

Ben Traywick disse que ela provavelmente veio em parte de trem, e em parte por meio de uma diligência, o Wild West sendo o que era, em 1800

Mr. Traywick disse que naqueles dias, agentes contratavam artistas para se apresentar em locais similares ao Birdcage, e diferentes atrações rodavam no circuito dos Estados Unidos. Sua turnê pode ter começado em Sao Francisco ou Chicago e pode ter durado um ano.

Como Fatima chegou à América (EUA)? Por causa do seu figurino, poderia ter sido uma Ghawazee. A blusa é transparente e ela parece relaxada e à vontade em seus arredores. Sua dança é acompanhada por um Oud, a cena parece autêntica.

A maioria das dançarinas de ventre, acha que a Dança do Ventre na América foi apresentada pela primeira vez na Feira Mundial de Chicago em 1893. Se esta Fatima dançou em Tombstone, em 1881, e Feira Mundial de Chicago ocorreu em 1893, ela precedida Feira Mundial de Chicago por 12 anos.

Será que ela voltou para o Egito? Será que ela talvez se juntou a seus parentes e talvez dançou em Chicago? Quando ela viajou na América ela usar um vestido vitoriano? Como ela sobreviveu?

Despertei a curiosidade de Ben Traywick mas ele não tinha mais nenhuma informação para me dar. Então, tudo o que sabemos é que Fatima dançou em Tombstone e saiu.

Mr. Traywick e eu trocamos números de telefone e endereços. Se tivermos mais alguma informação, deixo vocês saberem. Enquanto isso, o Mistério de "Little Egypt", continua.

Copyright © Jamila Salimpour
Sobre o autor: Jamila Salimpour começou sua carreira com a idade de dezesseis anos no Ringling Brothers Circus, como dançarina acrobática. Ela estudou música do Oriente Médio e sua dança, e em 1947 começou a aparecer em eventos culturais e clubes étnicos em Los Angeles, e mais tarde em San Francisco, onde ela possuía a Bagdad Cabaret. Ela começou a dar aulas em 1952, o desenvolvendo de um método único de discriminação verbal e terminologia para os movimentos que a maioria de nós usamos hoje. Ela já treinou inúmeros professores e artistas de todo o mundo (incluindo Shareen el Safy, Horacio Cifuentes, e John Compton), e produziu seminários e festivais, muitas vezes co-ensinando com a filha, Suhaila Salimpour. Em 1969, ela criou o tribal Bal Anat, tocando e excursionando com a trupe de quarenta membros. Jamila tem vários trabalhos pessoais publicados, incluindo um "Finger Cymballs Manual", uma história da dança Oriente Médio "From Cave to Cult to Cabaret", uma coleção fotográfica de dançarinos do Oriente Médio no Faire Mundial de Chicago, o Dance Format Manual, e numerosos artigos.


Visite e curta: Nossa Tribo & Nossa Dança