quinta-feira, 7 de agosto de 2014

AIDA AL ADAWI - Sua filosofia

Como professora, minha paixão é fazer, até mesmo os movimentos mais desafiadores, simples. Ensinando há mais de 40 anos, tenho desenvolvido o meu método famoso DUH

- Faça todos os movimentos com a mesma precisão e dance porque você ama isto! 
- Compreender a música, cultura e como produzir cada tipo de técnica ;
- Tenha a coragem de saborear o processo e ao mesmo tempo, aperfeiçoar suas próprias habilidades pessoais;
- Honra a teu corpo e da integridade desta forma de arte.

Do every movement with the same precision and Dance because you love it.
Understand the music, culture and how to produce each kind of technique.
Have the courage to savor the process and while perfecting your own personal skills Honor your body & the integrity of this art form.


Você pode aprender por diversão e exercício. Trazer isto para um nível mais elevado, exige paciência, determinação, direção e força.

Eu sou originalmente de San Francisco, onde estudei com Jamila Salimpour, a Mãe de Dança Oriental, nos Estados Unidos. Ela criou o formato, incluindo os padrões de címbalos (snujs) e nomes dos passos que são usados ​​internacionalmente hoje.

Bal Anat foi a primeira Trupe de Dança do Orente Médio nos EUA, e foi o início do que hoje é chamado o estilo "tribal".


Na verdade toda a dança do ventre, como outras formas de dança, consiste em muitos níveis da técnica que são usados ​​para criar uma imagem tridimensional da música.

Se você está se apresentando em um festival ao ar livre, um casamento ou em um clube árabe ou grego, a única diferença real é o traje que você está vestindo. A técnica é a mesma. É como o artista escolhe como você se relaciona com a música. Seja gentil com você mesmo e lembre-se: quando você começa a aprender algo novo, é um processo que leva tempo e repetição.

Se você está treinando para as Olimpíadas, a em busca de uma faixa preta ou no caminho para tornar-se um a Bellydancer, atingir seu objetivo leva tempo e muita prática. Você vai crescer muito mais rápido se você dançar porque você ama fazer isto..

Eu encorajo qualquer um, que esteja sinceramente interessado na "Dança do Ventre", para tirar o tempo para encontrar um professor que lhe dará uma base sólida na técnica de dança e música árabe.

É impossível aprender passos enquanto você está aprendendo uma coreografia. Primeiro você deve aprender os passos. Uma vez que você pode fazê-los em qualquer ordem, você tem a liberdade para dançar qualquer música que você escolher. Coreografia é criada para pegar os passos que você conhece, e colocá-los em uma ordem.
Não tenho nada contra "fusão", mas dito isto, uma Havaiana não iria dançar a música polonesa, Nativos Americanos não vão dançar música grega ou uma dançarina de Flamenco vai dançar Motown.

Dança do Ventre veio do Oriente Médio. Estamos levando nossa "licença criativa" para outra cultura que tem tradições. Nós criamos "ATS", "Gothic" e eles podem agora estar em todo o mundo. Um árabe não tem idéia do que são. Eu vivo na maior comunidade árabe fora do Oriente Médio. Se você está vestindo um traje da dança do ventre e não estão fazendo passos do Oriente Médio, ou usando música do Oriente Médio, por que não chamá-lo de dança "Gypsy Fusion"?

Você pode ser criativo dentro da forma, mas é importante que você saiba a diferença. É parte de nossa responsabilidade como artistas para preservar esta arte antiga e educar o público em geral.

 Jamila cotumava me dizer "Shut Up and Show Me" (cale a boca e me mostre).
 Você pode me ver no Youtube sob Aida de San Francisco ou Aida Al Adawi.

Eu sou uma "Old Timer" e Tradicionalista, eu acredito que todos nós podemos conviver, se respeitarmos e permitirmos nossas diferenças e compartilharmos o nosso amor por essa dança incrível.

Para mais informações sobre Jamila ou Suhaila Salimpour ou Aida Al Adawi nos procure google!


*** Tradução livre por Carine Würch ***
Visite e curta: Nossa Tribo & Nossa Dança